segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Prancha Floor Surfer

video

A prancha "floor surfer" é um excelente recurso para ser utilizado durante as terapias, e com ela podemos trabalhar:
• coordenação motora;
• estímulo de braços e mãos;
• fortalecimento cervical, de costas e extensão das pernas;
• autonomia para se deslocar de um espaço a outro;
• percepção do corpo no espaço;
• integração sensorial.
Além disso, as crianças adoram! A Maria Carolina achou muito legal!

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Segundo intensivo de Therasuit da Lis

video


A Lis finalizou seu segundo intensivo de Therasuit.

No primeiro intensivo trabalhamos muito com o andador, agora já estamos conseguindo mais independência com o uso das bengalinhas e alguns momentos em pé sozinha!

A parede de escalada terapêutica foi um sucesso, ela aproveitou cada segundo e ficou toda orgulhosa de ter subido tão alto!

Obrigada, Lis! Nós vamos sentir saudades!

Até o próximo!

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Alongamento ativo



O alongamento é parte importantíssima de todo trabalho de reabilitação.

O alongamento passivo é aquele em que não há a participação da criança, o terapeuta é quem faz. No alongamento ativo, existe a participação da criança, é feito durante um movimento, uma postura ou numa transferência de postura. Damos muito
mais importância a esse tipo de alongamento, que se mostra mais eficaz nas patologias que atendemos!

Podemos citar diversos benefícios, como por exemplo:

* Melhora da postura e do equilíbrio;
* Melhora da função;
* Diminuição do estresse muscular, permitindo movimentos mais amplos;
* Prevenção de encurtamentos, deformidades e problemas ósseos;
* Bem estar e relaxamento.

Músculos encurtados podem causar dor e não permitem o trabalho adequado da função.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Como surgiu o Therasuit


Em 1971, nos Estados Unidos, os médicos na NASA criaram uma veste chamada Penguin Suit, que era composta por uma série de cordas elásticas e que tinha como objetivo contrapor os efeitos negativos sofridos pelos astronautas durante a longa permanência no espaço, num ambiente sem gravidade, e que por isso, trazia sérios problemas anatômicos e fisiológicos, como osteoporose, atrofia muscular, problemas cardio circulatórios e outros malefícios a todo o organismo.

Os pesquisadores perceberam que os astronautas que não faziam uso da veste com elásticos, apresentavam instabilidade postural semelhante ao da criança com paralisia cerebral.

Em 1992, na Polônia, a veste Penguin Suit foi adaptada para ser utilizada em terapias de crianças com paralisia cerebral. Os poloneses denominaram a veste de Adeli Suit.

Em 2001, nos EUA, o casal Izabela e Richard Koscielny, modificaram e adaptaram para o tratamento de paralisia cerebral, e após a comprovação dos resultados, patentearam o método.

Além da veste, o método compreende o uso da gaiola de atividades e do sistema de elásticos, que permite exercícios nos 3 planos de movimento, ou seja, tridimensionais, para maior integração de movimento e função.

Toda a metodologia é fundamentada nas últimas descobertas que a neurociência e a neurofisiologia trazem ao nosso conhecimento, como a neuroplasticidade ou plasticidade cerebral, que consiste na capacidade de remapeamento das conexões das nossas células nervosas ou seja o processo que nos ajuda continuamente a aprender, e a neurogênese, a formação de novos neurônios. Concluindo, o Sistema Nervoso Central (SNC) possui a capacidade de regenerar e criar novas células nervosas.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A comunicação nas terapias



Durante as terapias buscamos sempre as respostas da criança, sejam motoras ou cognitivas.

Estabelecer uma linha de comunicação faz com que a criança se sinta parte do processo e, principalmente, entendida.

Muitas vezes, a criança quer se expressar, quer se envolver, mas não tem os recursos necessários para mostrar o que sente e acaba se expressando da maneira como consegue e essa maneira pode ser o choro, a birra, a apatia, e até mesmo a extensão. Ou seja, problemas secundários aparecem porque a criança não teve o recurso necessário para se expressar.

Geralmente é o fonoaudiólogo de linguagem quem avalia e indica os recursos de comunicação necessários.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

A importância da motivação

Como a motivação é importante!
Este ambiente está cheio de estímulos, desafios e atividades, e com objetivos muito bem definidos:
• os números representam a sequência lógica;
• temos obstáculos coloridos no chão;
• trabalhamos o subir e o descer;
• e estimulamos a criança a procurar soluções lógicas para atingir os objetivos.
Bem, o sorriso diz tudo! Ela cumpriu todas as tarefas, ficou muito feliz com o resultado e participou ativamente da terapia!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...