quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Treino de Marcha - Estímulos corretos e bem direcionados

video
Estímulos corretos e bem direcionados promovem aprendizagem de movimentos mais organizados e funcionais!
A Bia está no treino de marcha suspensa pelas cordas, que dão uma moderada sustentação, porém permitem que ela sinta uma certa independência ao andar.
Ela está com pesos nos calcanhares, o que proporciona uma pisada mais segura, fazendo com que ela sinta o movimento de forma mais intensa.
Além disso, também trabalhamos a dissociação, transferência de peso, alongamento das pernas, descarga de peso de membros inferiores, fortalecimento muscular e condicionamento físico, melhorando a respiração e o sistema cardiovascular!

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Os campeões do GRHAU!


Os campeões Paralímpicos do GRHAU!
João, Clara, Maria Carolina, Lia e Fafá! Eles foram ao Rio de Janeiro prestigiar a Paralimpíada! Estas fotos são de lá!

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Os profissionais envolvidos na reabilitação infantil

São muitos médicos e terapeutas, e é importante organizar tudo!
Uma ideia é fazer uma agenda semestral ou anual com a frequência de consultas médicas, se possível, já deixe agendado, você vai ganhar tempo e vai se sentir segura com tudo organizado. Peça para as terapeutas fazerem um relatório para que você leve aos médicos.
As reuniões periódicas entre os terapeutas e a troca de informações, também são muito importantes, e muitas vezes, uma área complementa a outra! Veja com as terapeutas qual a frequência necessária para as reuniões.
Faz toda a diferença quando os terapeutas acompanham algumas consultas médicas para falar com mais detalhes sobre o paciente e trocar ideias sobre o tratamento.
Lembrando que cada caso é um caso, e cada criança tem necessidades específicas!

domingo, 11 de setembro de 2016

Todos os sonhos são possíveis!

Esta medalha de prata brasileira diz tudo: a diversidade de diagnósticos, inclusive com uma doença degenerativa, mostra que todos os sonhos são possíveis!


O Atletismo Paralímpico


O Atletismo Brasileiro está dando um show na Paralimpíada, não é mesmo?!
Você sabe como é feita a divisão entre as deficiências e como acontecem as provas? Está tudo aqui bem explicadinho!
Quando? 8 a 18 de setembro
Onde? Engenhão e Forte de Copacabana (maratonas)
O programa de competições é parecido com o dos Jogos Olímpicos. Na pista, os atletas correm distâncias que variam de 100 a 5000 metros; e, no campo, acontecem as disputas de saltos, lançamentos e arremessos. No último dia do calendário de disputas, há as maratonas. Todas as provas são seguidas de um código, com uma letra - que dizem se a disputa acontece na pista (T, do inglês track) ou no campo (F, de field) - e um número, que indica o grau de deficiência do competidor:
- 11 a 13 - deficientes visuais
- 20 - deficientes intelectuais
- 31 a 34 - paralisia cerebral (cadeirantes)
- 35 a 38 - paralisia cerebral (andantes)
- 40 - anões
- 41 a 47 - amputados e outros
- 51 a 57 - competem em cadeiras de rodas (sequelas de poliomielite, lesões musculares e amputações)
A maratona é dividida em cinco categorias, sendo três classes masculinas (T12, T46 e T54) e duas femininas (T12 e T54).
Compartilhe! Ajude a divulgar o esporte paralímpico!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...